PIPOCAS: O SABOROSO RESULTADO DE UMA EXPLOSÃO

Vocês já se perguntaram por que o milho para pipoca estoura?

Image

 

 Não se sabe ao certo onde surgiu a pipoca, mas há indícios de que no Antigo Egito, na Antiga China e na Civilização Inca já se comia pipoca. A palavra pipoca vem do tupi pi=couro e poca=estourar.

Mas, o que acontece com os grãos de milho que se transformam em pipocas leves e macias?
Existem três fatores que fazem a pipoca estourar:
Primeiro: A humidade que existe dentro da semente;
Segundo: O amido que a semente contém; 
Terceiro: A casca dura que envolve a semente.

A humidade é muito importante para a pipoca. Se não houver água na medida certa a semente não estoura.
Na verdade,o pequeno grão de amido não estoura , ele expande-se formando a parte branca da pipoca.

A casca rompe-se conforme o aquecimento do grão.
Um grão de milho de pipoca estoura somente quando a temperatura é alta e transforma a água que existe dentro do grão em vapor.
Se a temperatura for menor que 100º C o grão de milho vai pular, mas não vai estourar. Para temperaturas entre 100ºC e 150ºC o grão de milho vai estourar. Se a temperatura for maior de 150ºC o grão de milho ira queimar.
Duas forças agem sobre a casca do grão de milho em sentidos contrários, a força do vapor e a força de resistência da Casca.

A explosão da pipoca nada mais é que a expansão do vapor de água dentro do grão.

Descobriu–se, que grãos de pipoca podem estourar sozinhos na areia do deserto devido a sua temperatura ser bastante elevada.

A pipoca é uma delícia, mas é preciso evitar o excesso pois ela é extremamente gordurosa. Cada 100 gramas de pipoca estourada possuem cerca de 13 gramas de gordura saturada e cerca de 792 calorias.

Aproveitem as pipocas, mas com moderação!

 

Miguel Bhagubai

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s