Elemento Rádio

Quando nos foi pedido o trabalho sobre isolação de elementos, algo que me ocorreu e nunca cheguei a realizar foi a pesquisa sobre o isolamento do rádio. Por isso, agora aqui fica:

O metal alcalino terroso rádio pertence é extremamente radioativo. O seu ponto de fusão é de 700°C e seu ponto de ebulição de 1500°C. É encontrado na natureza na juntamente com o minério do Urânio, e são necessárias 7 a 8 toneladas do minério para que seja separado 1g de Rádio. O seu nome provém do latim “raium” que significa raio, pelo facto de o metal e os seus compostos apresentarem luminescência devido a sua extrema radioatividade.

Foi descoberto em 1898 por Marrie Currie e Pierre Currie, após começarem a pesquisar o minério de Urânio, descobriram a presença do elemento, e as suas suspeitas confirmaram-se quando no ano de 1910 Marie Curie e Andre Debierne, ao preparar uma solução de Cloreto de Rádio e passarem esta por eletrólise. Porém Madame Currie, não conhecia os efeitos da radiação sobre o corpo humano, como o cancro, doença esta que a levou à morte.

O metal possui características bastante semelhantes aos metais Alcalino-Terrosos, sendo uma delas a sua forte reação com água formando Ra(OH)2 com libertação de H2. No nosso organismo comporta-se como Cálcio, acumulando-se nos nossos ossos. Porém, este é cancerígeno, quando exposto diretamente ao ar atmosférico reage com o Nitrogénio, formando uma película escura de Nitreto de Rádio (Ra3N2).

Atualmente a utilização do rádio é bastante reduzida, pois é muito raro, dificilmente disponível para comércio, e extremamente perigoso, mesmo em quantidades ínfimas. No passado, era utilizado na fabricação de tintas fluorescentes para marcadores de relógios, manómetros, e na forma do sal Cloreto de Rádio, usado na medicina para produção de radónio, usado no tratamento do cancro, porém descobriram-se tratamentos mais seguros e menos dispendiosos.

 

Carolina Duarte  12ºCT-B

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s