Química do Papel

Todos nós sabemos o que é o papel. Apesar de estar a cair em desuso, praticamente toda a gente no mundo o usa, mas quase nenhuma dessas pessoas sabe como é que ele é constituído ou como é produzido, um facto de que me apercebi durante uma conversa que tive recentemente. É por esse motivo que eu decidi investigar e colocar esta explicação no blogue para que todos possam passar a compreender melhor este material do dia-a-dia.

Deste modo começo por referir quais os constituintes do papel e qual a sua função. O papel é um composto de origem vegetal, sendo maioritariamente constituído por lenhina, celulose e hemiceluloses. A lenhina, uma macromolécula encontrada na parede celular das plantas terrestres, confere a resistência ao papel, ou seja, quanto maior a concentração de lenhina maior a resistência do papel. A celulose e a hemicelulose têm a mesma origem da lenhina. Têm como função conferir rigidez e resistência às plantas e, são a “base” do papel, quer isto dizer que, constituem as fibras deste composto.

Agora que sabemos de que é composto o papel, podemos começar a perceber como é que este é formado.

O processo de formação do papel começa na floresta onde são escolhidas as melhores árvores para se extrair a madeira onde se encontra a lenhina, a celulose e a hemicelulose. Normalmente é utilizada a madeira de pinheiros e eucaliptos. Após a chegada a uma fábrica de celulose procede-se a um conjunto de processos químicos e mecânicos para transformar a madeira das árvores abatidas em papel. Os processos mecânicos são os primeiros e têm como objetivo desfazer a madeira, extraindo exclusivamente a hemicelulose, tendo como resultado final uma polpa amarelada composta por fibras curtas. O processo químico mais importante é o Kraft que trata a madeira com hidróxido de sódio (NaOH) e hidrossulfeto de sódio (NaSH), levando à dissolução da lenhina em excesso (dependendo da resistência pretendida para o papel) e à libertação da celulose. Um dos produtos secundários é a formação de um líquido escuro, constituído pela lenhina removida. Este líquido, o “licor negro”, é altamente poluente e por essa razão deve ser tratado adequadamente. Em seguida a polpa de celulose é branqueada- Inicialmente foi-o com cloro, o que originava compostos altamente poluentes; hoje em dia já existem soluções sem cloro que reduzem o impacto ambiental negativo deste processo. Após o branqueamento o papel é colocado numa máquina de papel ou é seco. Ao sair desta máquina o papel está pronto para ser cortado no tamanho pretendido e enviado para venda.

 

index211

Fig. 2 Polpa de Celulose

Apesar de nos nossos dias já existirem processos para tratar e reduzir os impactos ambientais da produção de papel, não existe forma de combater a principal ameaça deste composto, que exige o abate de árvores necessárias para a manutenção do oxigénio na atmosfera essencial à vida. Deste modo é possível perceber as vantagens para a nossa saúde da substituição do papel pelos computares, tablets e outros dispositivos semelhantes.

Espero ter ajudado na compreensão de como é constituído e produzido o papel.

 

index

 

Fig. 3 Máquina de papel

      João Barros Leal – 12º CT-B

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s