O poder do sal

Muitas vezes é esquecido o cloreto de sódio, ou o sal de cozinha, como é conhecido, quando falamos de compostos químicos que contribuem para o bem-estar da humanidade. Na verdade, o sal é um dos compostos químicos há mais tempo utilizado pelo Homem pela sua capacidade para conservar alimentos, o que o tornou numa mercadoria de elevado valor.

Image

A conservação dos alimentos pelo sal é uma das bases da nossa civilização, uma vez que este permitiu libertar o homem da dependência sazonal dos alimentos e armazenar durante o verão as reservas alimentares para o inverno.

Com a adição de sal a um alimento é desencadeado um processo de osmose, que faz com que a água passe de um ambiente com uma menor concentração de sal para um com maior concentração. Assim, o sal retira a água dos alimentos, inibindo o crescimento de micro-organismos. Estes micro-organismos, responsáveis pelo apodrecimento dos alimentos e pela produção de toxinas que afetam a nossa saúde, não sobrevivem num ambiente de elevada pressão osmótica, isto é, que lhes rouba a água por osmose.

O cloreto de sódio é também um componente alimentar essencial ao funcionamento do nosso organismo. Com a dissolução do “sal” originam-se iões sódio e iões cloreto, os quais estão presentes em todos os tecidos e fluidos do corpo humano, onde desempenham funções bastante diversificadas. Relembrando as mais importantes, são essenciais para o equilíbrio osmótico entre os  fluidos celulares e extracelulares, garantem o equilíbrio entre iões positivos e iões negativos no organismo e têm um papel relevante na transmissão de impulsos nervosos por todo o corpo.

Como tudo, em excesso, o sal pode trazer-nos complicações de saúde. Há que consumir e utilizá-lo com moderação, não ultrapassando a ingestão dos 6g diários recomendado pela Organização Mundial de Saúde, conseguindo assim tirar benefícios da química do sal!

Ana Margarida Nunes

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s