Cigarro Eletrónico faz parar de fumar?

Recentemente, o cigarro eletrónico está a despertar a curiosidade de muitos fumadores e até de alguns não fumadores. Mas será que ele é realmente uma alternativa prática para quem gostaria de parar de fumar? Ou será que ele contém algum perigo não mencionado pelos fabricantes?

Estes cigarros eletrónicos são chamados por diversos nomes, tais como: e-cigarette, e-ciggy, e-cig, MiniCiggy, e-pipe, e-cigar, etc…

Ele procura recriar a forma e a função de um cigarro comum, principalmente o ato de fumar, que a pessoa aspira como se estivesse a fumar um cigarro comum. Porém, a diferença consiste nas substâncias químicas que ficam dentro do filtro do cigarro.

Num cigarro comum, a cada aspiração o fumador ingere mais de 4700 substâncias tóxicas, tais como alcatrão, nicotina e monóxido de carbono. O alcatrão é uma mistura de mais de 4000 substâncias, das quais pelo menos 60 são cancerígenas, como o arsénio, o níquel, o benzopireno e o cádmio. Já o cigarro eletrónico contém um filtro substituível, preenchido com um líquido composto de propileno glicol, nicotina e substâncias aromatizantes, se o fumador desejar.

Quando a pessoa puxa o ar por esse filtro, ativa um nebulizador que retira a água do filtro e transforma-a em vapor, que é solto no ar. Isto dá, então, a sensação do fumo que é libertado pelo cigarro. Porém, conforme vimos, é apenas água e nicotina, por isso, não é dotada de aroma e não polui como os cigarros comuns, os quais chegam a libertar na atmosfera o correspondente a 80% dos agentes poluidores.

Ele funciona à bateria, tendo que ser recarregado após certo tempo de uso.

ImageA maioria destes cigarros possui também uma luz artificial na ponta que transmite a sensação da brasa do cigarro, mas que é apenas uma lâmpada LED.

Os fabricantes costumam afirmar que existem vários benefícios de seu uso, como os descritos a seguir:

  • Não compromete o olfato e o paladar;
  • Não causa escurecimento dos dentes, inflamação das gengivas e mau hálito;
  • Não causa envelhecimento da pele (rugas);
  • Não deixa mau cheiro na pessoa que fuma e no ambiente em que ela está a fumar;
  • Não promove risco de incêndio;
  • Não polui o meio ambiente com bitucas, etc.

Além disso, alguns vendedores dizem que este cigarro ajudaria o fumador a parar com o vício, o que não se verifica devido à presença da Nicotina, cuja fórmula estrutural está apresentada abaixo, é imediatamente distribuída pelos tecidos da pessoa quando esta respira o fumo do cigarro, que é absorvido pelos pulmões, chegando ao cérebro em apenas 9 segundos. A Nicotina atua no sistema nervoso central (SNC) provocando a sensação de bem-estar que é passageira, reduz o apetite, aumenta o batimento cardíaco, a pressão arterial, a frequência respiratória e a atividade motora.

ImagePor estas razões a Nicotina é considerada um dos agentes tóxicos mais potentes e mais rapidamente fatais que se conhece.

Assim a pessoa mantém a dependência!

 

Tiago Fernandes – 12ºCTB

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s