Química e os produtos farmacêuticos

Química e os produtos farmacêuticos

Limitar a quantidade de catalisadores – substâncias que incentivam reações químicas – usados na fabricação de produtos farmacêuticos é importante e pesquisas na Universidade de Gotemburgo, na Suécia, demonstram que pequenas quantidades de cobre poderão ser usadas no processo de catalização.

A catálise é muito valiosa no campo da química, com o processo Haber-Bosch a ser um dos mais importantes processos de catalização do mundo. É usado para fabricar fertilizantes, e é calculado que sem ele a população mundial seria metade da do que é hoje.

Metais preciosos e prejudiciais para o ambiente

Metais preciosos são muitas vezes usados como catalisadores em química orgânica pois eles possibilitam a produção de muitas moléculas orgânicas com aplicações em áreas como a farmacêutica. De recordar que o prémio Nobel da Química 2010 foi atribuído pelo trabalho na catálise do paládio. O paládio é, no entanto, o caso de um metal dispendioso e mau para o ambiente.

Metais não preciosos como solução

Nos últimos anos investigadores têm vindo a avaliar vários metais não preciosos – principalmente ferro e cobre – como alternativas baratas e ambientalmente amigáveis aos metais preciosos.

Per-Fredrik Larsson do Departamento de Química e Biologia molecular avalia que  “Catalisadores de ferro têm provado ser uma alternativa competitiva aos metais preciosos num certo número de reações. Os resultados dos nossos estudos com ferro levou a várias informações importantes sobre o quão complexa a química pode ser.”

Ferro ou cobre?

Durante as experiências com catalisadores de ferro foi descoberto que algumas reações que se pensavam ser catalisadas com ferro, tinham sido catalisadas por cobre.

O facto de traços de cobre poderem catalisar um diferente número de reações foi surpreendente porque o cobre era pensado ser um catalisador ineficaz que precisava de grandes quantidades e reações de elevada temperatura.

Os resultados mostraram que foi dado um rótulo errado ao cobre enquanto catalisador. O cobre e a química têm uma relação que já dura há mais de cem anos e é espantoso que ninguém tivesse reparado neste facto antes.

Pequenas quantidades

É importante na indústria farmacêutica limitar o uso de catalisadores pois as quantidades de metais no produto final são severamente reguladas. Assim, o facto de pequenas quantidades de cobre poderem ser usadas é algo importante neste ramo.

Per-Fredrik Larsson diz ainda: “Temos desenvolvido e estudado reações com pequenas quantidades de cobre e tentado perceber como e o porquê de funcionarem.”

As conclusões para catalisadores de ferro e cobre são uma enorme contribuição para este campo de investigação e são importantes para a continuidade do seu desenvolvimento.

– Luís Rei

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Curiosidades e Descobertas, Química, saúde, vida.... ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s