A triste morte do Sol

Se acordássemos um dia e já não existisse o astro que alegra as nossas manhãs? Todos sabem que o Sol não tem apenas a função de tornar o nosso dia mais bonito, iluminado e aquecido, mas que também cumpre papéis vitais para nós seres humanos e também para as plantas e animais. Participa no importante processo da fotossíntese dos vegetais e sem esses seria difícil sobreviver, uma vez que a nossa alimentação ficaria comprometida.

O que vou explicar neste contexto pode assustar, mas é baseado em estudos científicos. A morte do Sol está prevista para daqui a 7,5 biliões de anos , data que parece distante, contudo trata-se de um processo muito longo que já teve início. É assim, aos poucos, que o astro solar vai perdendo vida. Este lento processo iria desenvolver-se da seguinte forma:

Primeiro é preciso saber como o sol (esfera gasosa) gera luz e calor, a chamada fusão nuclear. Esta inicia-se pela combinação entre átomos de Hidrogénio para criar Hélio e emitir energia na forma de iluminação e aquecimento. Mas será que essa reacção (que não tem data de início) nunca terá fim? Este é o ponto de discussão entre os estudiosos. Seguindo os mesmos, há-de se chegar a um ponto em que o gás Hélio será dominante e o Hidrogénio eliminado do núcleo solar. Desta forma não ocorrerá ,definitivamente, fusão. O gás Hélio já produzido também será consumido e em poucos milhões de anos ficará extinto no núcleo solar, e aí dar-se-há o fim trágico do sol: este ficará reduzido a uma estrela anã, sem brilho e sem vida.

 Mesmo se o sol desaparecesse de repente, seriam necessários alguns dias para começarmos a sentir os efeitos mais drásticos. No primeiro momento ficaríamos no escuro e somente após uma semana a Terra começaria a gelar. Essa suposição está baseada na quantidade de calor já acumulada na crosta Terrestre. Falando de uma forma pejorativa, seria uma reserva de energia para “situações de emergência”.

Aqui deixo-vos um pequeno vídeo explicativo acerca da vida e morte do Sol:

Leonor 🙂

Anúncios

Sobre 13moleculasapular

Química (do egípcio kēme (chem), significando "terra") é a ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, das suas características, propriedades combinatórias, processos de obtenção, das suas aplicações e da sua identificação. Estuda a maneira pela qual os elementos se ligam e reagem entre si, bem como a energia desprendida ou absorvida durante estas transformações.
Esta entrada foi publicada em Química e os Astros. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s